Desatino 42

Desatino / 42 [Roubar é preciso]

 

»»»»» Um esforçado lusitano, na sua meia-idade, vendedor de fruta por conta própria, a conta dele não a da fruta, dizia-me há dias, na sequência de uma conversa breve e fera sobre arcaicos e recentes arrivistas respeitáveis (uns banqueiros, outros empresários, outros ainda políticos):

»»»»» — Isto é assim: um homem tem de roubar muito para levar uma vida respeitável…

 

António Sá

[12.08.2014]

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s