The rugby player

The rugby player

»»»»» Em algum momento alguém, dos muitos entrevistados, diz que resulta mais fácil a um rapaz revelar a sua homossexualidade quando tem, mais ou menos evidentes, detectáveis características femininas. Essa homossexualidade é já um dado percebido, suposto por parte da comunidade em que se insere. Menos fácil, já no âmbito da coragem simples ou da muita coragem, dependendo de contextos sociais, é quando um tipo de características indistintas, ou definidamente masculinas, decide declarar, enquanto declaração formal e pré-anunciada, aos amigos-hetero e aos progenitores, tal tendência, da qual estavam uns e outros de todo inadvertidos. E no âmbito do heróico será a coragem declarante, se esta se situar em áreas da vida desportiva ou militar, nas quais a homossexualidade é ou tem sido um interdito irredimível, se não tabu-fatal quando infringido, suscitando escândalo, condenação ao ostracismo, vitupério grunho e — no limite — violência.

Mark Bingham 1 001

»»»»» The rugby player (Scott Gracheff, 2013) é o filme documental a que se reporta a observação anterior. Não me alongo sobre o filme, de múltiplos entrevistados e muitos filmes caseiros insertos, iluminando em retrospectiva bastante nítida a biografia do jovem desportista americano, que morreu jovem-adulto, sempre foi mais jovem que adulto, embora um jovem desde-cedo consciente-de-si, mais maturo que a mãe, tal como a percebemos nessas imagens-memória e tal como ela mesma concede e enuncia, num dos muitos, acaso excessivos momentos em que se declara e declara, face à câmara, sobre o filho falecido.

»»»»» Esse jogador de râguebi, Mark Bingham, decidiu o dia e a hora-do-dia em que revelaria aos amigos a sua identidade gay; e o dia e a hora-do-dia em que faria à mãe a mesma revelação. Nem de uns nem de outra teve uma reacção particularmente festiva, antes confundida e canhestra da parte dos amigos, e nada boamente receptiva da parte da mãe.

»»»»» Nesta nota sobre The rugby player, o que sobre eu queria versar era isso — o quando-óbvio do ser-se homossexual, em que “sair do armário” vem a ser dado socialmente adquirido desde-logo e, por contraste, o ser-se homossexual não-característico, o que implica o acto de se expor de modo afirmativo, se revelar enquanto tal para ser percebido enquanto tal. Empiricamente afigura-se-me que a grande maioria dos homossexuais são esses que passam na sociedade despercebidos enquanto tais — gente vulgar, homens e mulheres vulgares, que passam indistintamente na vida, circunscritos ao seu âmbito privado, sem grandes sobressaltos se não forem figuras públicas da política, do espectáculo, etc.

Mark Bingham 2 001

»»»»» Esta coragem declarante que Mark Bingham manifesta ao revelar aos amigos e à mãe a sua identidade sexual, e logo se ter ligado num bar gay a um homo dentro de padrões típicos do homossexualidade masculina, tendo vivido e viajado com ele durante seis anos, é a mesma coragem que o levou a fundar um time homossexual, embora não exclusivamente, clube que se qualifica para torneios de râguebi internacionais. A mesma coragem o leva, misto juvenilmente explodido de adrenalina e mitologia estadunidense, lembre-se Hemingway, a arriscar-se às investidas de touros, do que lhe resultou um rasgão na coxa, próximo à zona inguinal, nas largadas de San Fermín, Espanha. Espanha onde, pelas fotos nos bares se vê, viveu um verão sexualmente tórrido com dois belos amigos. Esta enfim foi a coragem, numa verosímil versão, que o levou a tentar controlar, com outros três desportistas, sem que com tal alterasse o rumo dos eventos, mas enfim o levou a tentar controlar os terroristas islâmicos que assaltaram o voo United 93, o terceiro voo vítima de atentado no onze de setembro de 2001, que se despenhou na região de Washington.

»»»»» Em apreciação conclusiva, abrindo um parêntese à simpatia inerente e a impactos emotivos, registo que este documental segue padrões de criação-do-herói estandardizados, e a gestão do tempo acontece desigual, inábil ritmo da sucessão de imagens.

 

António Sá

[25.09.2014 / 27.11.2014]

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s