Dois na cama

 

 

 

»»»»» Não sei o título da foto de Ricky Ribeiro, nem sei se o tem, creio que não, mas intitulo-a Dois na cama, ou deveria ser Two in bed, para retomar, alterando, o título de uma escultura têxtil de Louise Bourgeois (1911-2010): Seven in bed. Isto porque ao ver a foto de Ricky Ribeiro, personagem que desconheço, lembrei a referida escultura.

»»»»» Num texto datado de 2013 sobre alguns têxteis de Louise Bourgeois, escrevi o seguinte parágrafo, relativo à obra agora evocada:

»»»»» Outra, belíssima e de enigmática ironia peça têxtil, é uma conjunção de pequenos corpos jacentes. Não resulta fácil contá-los, porque alguns dos pescoços se ramificam para dar origem a duas cabeças. Todos estes corpos cor-de-rosa se achegam uns aos outros, como numa cópula colectiva, e são sete, embora haja mais do que sete cabeças: Seven in bed (2001).

»»»»» No acaso das mensagens digitais, detenho-me naquela fotografia, na qual dois corpos masculinos belamente constituídos se deitam sugeridamente em repouso, espera-se que merecido, o dito “merecido repouso do guerreiro”, atribuída a Ricky Ribeiro, e suponho que datada de 2015, não sei nem me dei ao trabalho. Parece-me uma foto arty, herança pop, casual urbano-íntimo contemporâneo, casual este que aparece hoje muito nos spots publicitários televisivos, sobretudo os orientados para adolescentes e jovens adultos. Foto amável, enfim, não fere como as fotos de negros desnudos captados pela câmara impenitente de Robert Mapplethorpe (1946 – 1989). É também o tipo de foto que se encontra nos escaparates-rotativos de livrarias e sex-shops gays, neste nosso querido mundo ocidental, de que não prescindimos, por muito que lhe deploremos os muito deploráveis mecanismos financeiros.

»»»»» Mas observemos a fotografia, de uma sensibilidade gay tão agradavelmente sugestiva do homoerotismo: a evidência é vermos ali um casal masculino em repouso. O facto de um, aliás o que mais definidos tem os músculos, oferecer o dorso ao outro, de contornos musculares suaves e com uma tatuagem a envolver-lhe o ombro visível, não tem de significar uma repartição passiva-activa no interior da relação, que tanto pode constituir um compromisso mútuo duradouro, quanto corresponder ao engate de uma noite. À imaginação de cada um: quem-quiser que invente enredos. O que nos leva a ver ali um enlevo homoerótico deve-se à intimidade, posse e abandono físicos, encaixe simétrico dos corpos aproximável ao encaixe harmónico entre as figuras do têxtil de Bourgeois; e ainda à barba curta, hoje um expoente do gay-look; à plenitude e atractividade dos corpos; às tatuagens: para além da já referida no menos musculado, o outro exibe intrincados desenhos envolvendo um antebraço e a zona acima do tornozelo, numa perna.

»»»»» Em todo ocaso, a fotografia despoletou-me a tal associação com o Seven in bed, essas sete figuras róseas que se deitam lado a lado, algumas delas oferecendo o dorso à figura contígua. Estas figuras todas róseas ensaiam o movimento amoroso múltiplo e, se teriam de ser sete, eu conto nove-dez cabeças ávidas, assim o frenesim osculativo as multiplica. Algumas destas figuras, todas com um volume corporal aproximado, ostentam um sexo masculino em potencial erecção. A ironia, a que fiz referência no texto datado de 2013, residirá nesta avidez sexual de cabeças grotescas que se desdobram; e na espécie de indiferenciação física dos corpos. Mas o grotesco, categoria artística que é marca estruturante dos trabalhos de Louise Bourgeois, inclui uma celebração da vida, seja uma celebração estuante ou agónica.

Bourgeois 5 001

»»»»» Quanto ao texto anterior sobre têxteis de Louise Bourgeois, pode ser lido neste mesmo sítio, editado sob o título de Cabeças, corpos, cordões umbilicais. Aliás, este texto emparelha com outro, também de 2013 e editado justapostamente: Não me abandones.

António Sá

[26.01.2016/10.02.2016]

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s