Monthly Archives: April 2016

Desatino 68

Desatino / 68 [O canguru e a Universidade]          

 

»»»»» Uma garotinha negra, de tranças, não pára de falar, na rua, vai provocando a mãe com perguntas-anedota:

»»»»» — Por que é que o canguru foi para a Universidade?

»»»»» Insiste muito nisto, a que a mãe negra não sabe dar resposta, e enfim a miúda irrompe:

»»»»» — Porque tem uma bolsa!

 

António Sá

[22.03.2016]

Advertisements

Desatino 67

Desatino / 67 [Paciência ‘à la carte’]         

 

»»»»» Um chef-cuisinier impacientou-se com duas jovens clientes muito trendy: elas não se decidiam sobre o que haviam de comer, pese as muitas explicações entretanto. A mais reactiva, enquanto tal reagiu mal à impaciência, e logo se instalou uma inóspita troca de raspanetes razoados.

»»»»» Após este diferendo não bem sanado, um cliente snob aconselhou ao chef-artista-agitado, paciência com clientes e rematou, enfatuado:

»»»»» — … paciência com clientes… eis-cè-pe-to com aqueles que lhe derem cabo da paciência!…

 

»»»»» [Nota: o cliente snob pronunciou tal e qual eis-cè-pe-to, termo que, em português, se escreve excepto mas que, segundo o mais recente Acordo Ortográfico, se deve escrever e dizer exceto, o que transforma aquele falante em pura inexistência ontológica.]

 

António Sá

[29.02.2016]