Monthly Archives: July 2016

Flash 2

Flash / 2

 

»»»»» A logic, rational pattern explains the universe. A logic, rational pattern does not explains the universe. Submete-se tudo o que acontece a uma racionalidade. Submete-se tudo o que acontece a uma não-racionalidade. Onde pára o universo? Where lays the universe? Onde dorme? Num pequeno berço-de-balanço embalado pela sua mãezinha.

 

»»»»» [Clues: “Koestler (…) dedicated a part of his life to a pattern in history, only to find one that was outside time.” (comentário de John Gray, no ensaio The silence of animals, editado em 2013, sobre o trajecto intelectual de Arthur Koestler); a mãe que, entre episódios, embala o berço no filme Intolerance (D.W. Griffith, 1915).]

 

António Sá

[27.06.2016]

Advertisements

Difícil a esperança

Difícil a esperança

 

»»»»» Hopelessness — sequência de canções inventivas, num impulso de radicalismo social e ambiental. Da recém-nascida Anohni, nascida do anterior Antony, vocalista do grupo Antony and the Johnsons. Presença e voz volumosas, voz expressiva, presença não de todo: atitude de prestação sobremodo estática, pretendidamente solene, hierática, qual imensa rainha visigoda vestida até aos pés e, por acréscimo, com um inusitado véu negro ocultando-lhe o rosto. O espectáculo, servido por uma omnipresente instalação vídeo, é, cerne do seu de facto conteúdo musical, composto por canções estruturadas complexamente: de modo não óbvio, melodias, até melopeias, ocorrem como acidentes no tecido musical, e como aí surgem aí se dissolvem, em desenvolvimentos inesperados mas sustentados; melodias indefinidas, suspensivas, passando-se de uma nuvem entoada para outra, num continuum sonoro: canções bem vividas nessa voz poderosa, tendencialmente plangente de Anohni. E caracterizadamente masculina, pese a transsexualidade requerida pela artista.

»»»»» O concerto é assessorado por dois instrumentistas, que asseguram uma sonoridade orquestral imponente, pronta por vezes a romper os tímpanos do Coliseu. E como fundo apresenta-se a referida instalação vídeo, em cujo ecrã desfilam rostos étnicos de todas as idades, fazendo play-back e dando assim o rosto pelo rosto sonegado de Anohni.

»»»»» [Nota: o concerto ocorreu em Lisboa, no Coliseu dos Recreios, a 22 de junho.]

 

António Sá

[01.07.2016]

 

Flash 1

Flash / 1

 

»»»»» Where is your anima? Your anima in my anima. A tua alma na minha alma. Quien es tu? Que alma tienes? Está a tua alma no telhado. Donde estás, quien estás? A trepar a árvore que se abate sobre o telhado. Where are you? In a roof? A hot tin roof? Telhado de zinco fervente, onde o sol se encosta e amodorra.

 

»»»»» [Clues: “vosso fermoso gesto dentro n’alma”, Luís de Camões; Cat on a hot tin roof, peça de Tennessee Williams e filme de Richard Brooks.]

 

António Sá

[26.06.2016]