Desatino 82

Desatino / 82 [Areia-fruto]  

 

»»»»» Um repórter surge-me no ecrã televisivo, muito abrigado da chuva, de microfone em punho, e faz-me o ponto da situação:

»»»»» — A areia avançou para a estrada marginal, fruto da forte ondulação.

»»»»» Ele continuou, cheio de energia, a relatar a tempestade, mas eu já não ouvia o que ele estivesse a dizer. Fiquei para a manhã com aquela frase a pairar no pomar das lembranças, ia pensando que bom seria se todos os repórteres fossem assim poetas, ideando frutos das fortes ondulações.

 

 

António Sá

[03.03.2018]

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s